Benefícios do INSS

3 Dicas Valiosas Sobre Auxílio-Doença

Compartilhar

O Auxílio-Doença é um dos temas previdenciários mais comentados nas notícias, principalmente depois das novas medidas adotadas pelo governo para reduzir o número de pessoas que recebem este benefício.

Existem muitas regras e particularidades que rodeiam o tema.

Se você está passando por alguma situação e quer saber quem tem direito a Auxílio-Doença, como requerer o benefício e qual o valor a ser recebido, esse post é para você!

Vou contar 3 curiosidades sobre o Auxílio-Doença que serão muito úteis, continue comigo até o fim!

1. Você não precisa estar trabalhando para receber Auxílio-Doença

Muita gente não sabe, mas você não precisa estar trabalhando para ter direito ao Auxílio-Doença.

Por outro lado, em alguns casos, mesmo quem está trabalhando não tem direito ao benefício.

Para ter direito ao Auxílio-Doença é necessário preencher 3 requisitos:

  1. Carência (tempo mínimo pagando o INSS para ter direito a pedir Auxílio-Doença);
  2. Qualidade de segurado (período em que você tem direito a pedir o Auxílio-doença);
  3. Incapacidade laboral (não poder trabalhar na sua função).

Carência é o número mínimo de recolhimentos para o INSS que você precisa ter realizado para ter direito ao Auxílio-Doença. Para a maior parte dos casos, antes de ter direito ao auxílio, é necessário ter o mínimo de 12 contribuições (meses).

Após completado esses 12 recolhimentos, você adquire a qualidade de segurado, que é o direito de poder receber o Auxílio-Doença.

Quando alguém para de recolher o INSS, ainda mantém a qualidade de segurado por algum tempo. Em alguns casos, por até 3 anos e 45 dias.

Isso significa que, mesmo que você pare de recolher o INSS, ainda poderá pedir seu Auxílio-Doença por algum tempo.

Quer saber quanto tempo você tem para pedir seu Auxílio-Doença? Então leia este post: Quem Tem Direito ao Auxílio-Doença

2. O Auxílio-Doença pode contar para sua aposentadoria

Tem um detalhe muito importante no Auxílio-Doença que pode fazer o tempo recebendo este benefício contar ou não para sua aposentadoria.

Se quando você terminar de receber o benefício você realizar uma contribuição para o INSS, todo o período recebendo Auxílio-Doença (pode ser 1 mês ou 10 anos) contará como tempo trabalhado para você se aposentar.

Por outro lado, se você sair do seu Auxílio-Doença e não realizar nenhuma contribuição para o INSS, você pode perder todo tempo de benefício

Então, muito cuidado: em hipótese alguma deixe de realizar contribuições para o INSS depois que seu Auxílio-Doença for cessado, cortado ou indeferido.

3. O valor do Auxílio-Doença é limitado às últimas 12 contribuições

Você sabia que o valor do Auxílio-Doença é limitado às suas últimas 12 contribuições?

Este foi um limite imposto silenciosamente, em 2015, aos benefícios. Teve pouca repercussão na mídia, mas, um resultado devastador nos Auxílios-Doença.

O principal prejudicado é quem perdeu recentemente o emprego e continuou pagando o INSS sobre um salário mínimo para não perder tempo na aposentadoria.

Esta regra diminui consideravelmente o Auxílio-Doença de quem sempre contribuiu com um valor alto, mas que, por algum motivo, começou a contribuir com um valor menor nos últimos 12 meses.

Atenção! O INSS tem chamado para nova perícia várias pessoas que estão recebendo Auxílio-Doença, inclusive as que recebem há vários anos. 

Isso é legal perante a lei e o INSS pode fazer.

Se você está nessa condição, não se desespere. Em primeiro lugar, guarde toda a documentação médica que você acumulou nesse tempo em Auxílio-Doença e já deixe organizada. 

Uma nova perícia não significa que você terá seu benefício cortado. Caso o INSS corte seu benefício e você ainda esteja incapaz para o trabalho, é possível ingressar com uma ação judicial para rever a decisão do INSS. 

Se você ainda tem dúvidas sobre o valor do Auxílio-Doença, como realizar o agendamento e outros detalhes do benefício, a dica é entrar em contato com um advogado previdenciário.

Esse profissional é especialista no tema e pode agilizar seus processos. 😉

Reservei uma lista dos nossos conteúdos sobre o Auxílio-Doença, assim você fica craque no assunto:

E se quiser continuar por dentro de tudo que acontece no Mundo Previdenciário, se inscreva em nossa Newsletter, você não vai se arrepender! 

OAB/PR 26.214
Fundadora do Ingrácio Advocacia. Veio de uma origem humilde e tem 20 anos de experiência no previdenciário. Já ajudou milhares de pessoas a se aposentar.

Post atualizado em 18 de junho de 2021

Publicado por

Posts Recentes

Aposentadoria | Como Escolher a Melhor para Você?

Dicas de especialistas para você não errar na hora de escolher sua aposentadoria. Listei todas…

22 de setembro de 2021

Aposentadoria Cessada: O que Fazer e Como se Prevenir?

O INSS pode fazer a sua aposentadoria ser cessada, ou seja, cancelada totalmente! Isso ocorre…

17 de setembro de 2021

Posso ser Ressarcido de Contribuições Acima de Teto do INSS?

Às vezes os segurados contribuem com valores acima do teto do INSS. É possível pedir…

15 de setembro de 2021

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também compartilhamos informações sobre a utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais e de análise, que podem combiná-las com outras informações que são fornecidas ou recolhidas por estes a partir da sua utilização dos respectivos serviços.

Saiba mais