Benefícios do INSS

Como Retirar o Informe de Rendimentos do INSS?

Compartilhar

Saber que tem direito à restituição de imposto de renda, em vez de pagar, já é algo positivo, porém se você é beneficiário do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), para declarar seu imposto de renda é preciso, primeiro, acessar o seu informe de rendimentos.

Comum entre a maioria dos trabalhadores, o Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) refere-se aos ganhos mensais auferidos por uma pessoa física.

Para garantir que o valor seja adequadamente pago, no fim do ano, é preciso fazer uma Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF), em que se verifica se falta pagar algo ou se há deduções a fazer.

Porém, para que os beneficiários da seguridade social comprovem os valores recebidos mensalmente e preencham a Declaração da forma correta, é preciso obter um informe de rendimentos do INSS.

Saiba mais sobre esse documento e como acessá-lo a seguir!

O que é o informe de rendimentos do INSS?

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Também chamado de extrato do INSS ou demonstrativo do Imposto de Renda, o informe de rendimentos do INSS é um documento oficial emitido pelo Instituto que contém um resumo dos valores recebidos pelos beneficiários da previdência pública, como aposentados e pensionistas.

Além de informar o Imposto de Renda recolhido mensalmente pelo contribuinte durante o último ano.

É o demonstrativo que comprova o recebimento adequado de benefícios durante o ano base.

Por esse motivo, o documento é obrigatoriamente utilizado para a produção da Declaração de Imposto de Renda, já que, a partir dos valores já recolhidos e da renda mensal auferida pelo segurado, é possível calcular o tributo remanescente ou verificar a possibilidade de restituição.

A forma mais simples e cômoda de retirar o extrato do INSS é através da internet.

No entanto, para isso, é necessário retirar o extrato no portal Meu INSS, que permitirá a obtenção do documento online, no conforto da sua casa.

Como fazer o cadastro no portal Meu INSS?

A primeira etapa a se tomar quando se deseja acessar o demonstrativo de rendimentos do Imposto de Renda é cadastrar-se no Meu INSS.

Para isso, é preciso entrar neste link e clicar em “Crie sua conta gov.br”.

Após isso, você deve optar por fazer seu cadastro com uma das opções disponíveis pelo site:

Uma vez escolhida a opção, basta seguir as instruções do site.

Caso você opte por fazer seu cadastro pelo número do seu CPF, você deverá preencher algumas informações pessoais, como:

  • CPF;
  • Nome completo;
  • Número de telefone celular ativo;
  • Um endereço de e-mail válido.

Depois disso, aparecerão 3 perguntas a serem respondidas:

  • Qual é o primeiro nome da sua mãe?
  • Qual é o seu mês de nascimento?
  • Qual é o ano do seu nascimento?

Após respondê-las, serão feitas novas perguntas referentes aos vínculos de emprego, contribuições com o INSS, benefício já recebidos. 

Terminada esta etapa, é gerado um código de acesso provisório.

Com esse código, já é possível realizar o primeiro login no Meu INSS e criar uma senha definitiva.

Ao entrar, surgirá uma mensagem automática para a criação da nova senha.

A partir daí, o contribuinte terá um login e uma senha definitivos para acesso à sua conta no Meu INSS.

Além do acesso ao demonstrativo do Imposto de Renda, o site oferece uma série de outros serviços e informações previdenciárias úteis ao trabalhador.

Vale ressaltar que o cadastro pode dar errado se houver alguma divergência entre as informações prestadas e as reais!

Até mesmo erros de digitação no nome do beneficiário ou da mãe, como letra trocada ou falta de acento, podem levar a problemas de cadastro.

Por isso, é importante usar dados verdadeiros e prestar atenção em deslizes ao digitá-los!

Mesmo assim, ainda pode ocorrer de as informações usadas, mesmo corretas, estarem desatualizadas em relação às registradas junto ao próprio INSS.

Dessa forma, em qualquer hipótese de erro no cadastro, o segurado deve agendar no INSS uma atualização de cadastro, podendo retirar a senha de acesso numa de suas agências.

Mais informações sobre outras formas de acesso estão no último tópico deste texto.

Como e quando devo consultar o extrato no Meu INSS?

Uma vez portador de login e senha, o segurado está pronto para entrar em sua conta do Meu INSS.

Acessando o portal, o beneficiário deve procurar o campo “Imposto de Renda”, que deve estar na lateral esquerda da tela, e consultar o Extrato de Imposto de Renda (IR).

Então será gerado o demonstrativo de rendimentos.

O site da Secretaria da Previdência ainda informa: “durante a consulta, caso o navegador apresente a mensagem de erro código 1004, o segurado deve realizar a limpeza de cache, cookies e histórico na barra de navegação para consultar o demonstrativo”.

Quanto à época para envio da Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF) e obtenção do demonstrativo, o contribuinte pode ficar tranquilo.

O prazo para envio da DIRPF em 2021 já se esgotou, então a próxima declaração só acontece em 2022.

O período de entrega foi durante os meses de março e a maio.

Os atrasados devem pagar multa ao fisco de até 20% do valor devido.

Por isso, o melhor é se preparar o quanto antes. Levando em conta os prazos do ano passado, é importante pegar o informe de rendimentos do INSS com antecedência.

A DIRPF de 2022 se refere à renda do período de 01/01/2021 a 31/12/2021.

Portanto, o ideal é que, no começo de 2022, o beneficiário já acesse seu informe de rendimentos e reúna os outros documentos necessários para realizar a declaração com calma.

Há outros modos de obter o demonstrativo de rendimentos?

Existe uma outra forma, mais antiga, de acesso pela internet do demonstrativo de rendimento, sem necessidade do Meu INSS.

Utilizando o site do INSS, é possível localizar o extrato atual, além de demonstrativos de anos anteriores.

Para isso, é preciso colocar as seguintes informações:

  1. Ano calendário;
  2. Número do benefício (somente a numeração, sem pontos, traços ou barras);
  3. Data de nascimento do beneficiário (com 4 algarismos no ano. Também não é necessário colocar as barras);
  4. Nome completo do segurado;
  5. Número do CPF do beneficiário (sem pontos, traços ou barras).

Por fim, por questões de segurança, é necessário confirmar que você não é um “robô”.

Uma vez inseridas e confirmadas todas as informações, é gerado o extrato do INSS do beneficiário.

É possível conseguir o informe de rendimentos do INSS de forma física, através de atendimento direto nas agências de Previdência Social, ou imprimi-lo em terminais de autoatendimento dos bancos pagadores dos benefícios.

No entanto, o próprio INSS sugere que a opção pela internet seja priorizada, já que, além de mais cômoda ao contribuinte, ajuda a desocupar as sedes da Previdência Social e diminuir a espera de atendimento.

É importante lembrar que, caso existam quaisquer dúvidas a respeito do processo de cadastro no Meu INSS, da função do extrato do Imposto de Renda ou da obtenção do demonstrativo do INSS, elas podem ser sanadas ligando para a Central 135.

Agora que você já sabe como obter seu informe de rendimentos da forma mais cômoda possível, pode ser que existam outras dúvidas sobre seguridade social ou sobre o INSS.

Afinal, não é fácil saber todas as informações sobre a previdência brasileira!

Por isso, que tal começar descobrindo 7 coisas que o INSS não conta?

Além disso, te aconselho a inscrever-se na nossa Newsletter, lá a gente te avisa sobre nossos conteúdos e o melhor, te enviamos materiais exclusivos sobre o Mundo Previdenciário.

OAB/PR 94.489
Especialista em Direito Previdenciário, sócio do Ingrácio Advocacia e fundador do Cálculo Jurídico. Ele adora tomar um café no fim da tarde.

Post atualizado em 18 de junho de 2021

Posts Recentes

Aposentadoria | Como Escolher a Melhor para Você?

Dicas de especialistas para você não errar na hora de escolher sua aposentadoria. Listei todas…

22 de setembro de 2021

Aposentadoria Cessada: O que Fazer e Como se Prevenir?

O INSS pode fazer a sua aposentadoria ser cessada, ou seja, cancelada totalmente! Isso ocorre…

17 de setembro de 2021

Posso ser Ressarcido de Contribuições Acima de Teto do INSS?

Às vezes os segurados contribuem com valores acima do teto do INSS. É possível pedir…

15 de setembro de 2021

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também compartilhamos informações sobre a utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais e de análise, que podem combiná-las com outras informações que são fornecidas ou recolhidas por estes a partir da sua utilização dos respectivos serviços.

Saiba mais