Escolha uma Página

A revisão de aposentadoria é mais um dos serviços oferecidos aos cidadãos aposentados pelo Meu INSS.

Você precisa entender como fazer esse pedido, porque ele pode te salvar, mas também pode prejudicar…

Nesse post detalhado, eu vou te mostrar como fazer o pedido de revisão de aposentadorias (presencial e pelo portal Meu INSS). 

Você vai conhecer quais são os documentos necessários, saberá a importância do pedido por escrito e vai entender a necessidade de consultar um advogado especializado em Direito Previdenciário neste momento da sua aposentadoria. 

Até o final deste conteúdo você vai saber: 

Quais as vantagens do Portal Meu INSS?

Se você acompanha nossas publicações provavelmente já leu alguns dos nossos conteúdos sobre a plataforma Meu INSS, mas nunca é demais tratar dele em um tópico próprio.

O portal Meu INSS é a plataforma digital do INSS, os serviços que antes exigiam o seu deslocamento até a agência do Instituto, agora podem ser feitos no conforto da sua casa. 

É isso mesmo! Nada de pegar ônibus, enfrentar trânsito e filas por horas… 

E você deve estar se perguntando: “como eu posso aproveitar todos esses serviços?”.

Bom, a primeira coisa que você precisa fazer é um cadastro no portal Meu INSS, que pode ser acessado neste link: Login Meu INSS.

O cadastro é bem intuitivo, é só seguir as orientações dadas pelo site. 

Caso enfrente alguma dificuldade, você pode pedir ajuda para aquele neto ou neta que entende de internet, então mantenha ele por perto, que mais para frente poderá te ajudar de novo.

É sempre bom lembrar que, o objetivo desta plataforma digital é ajudar os trabalhadores e segurados, mas ela pode ter limitações.

Humm, como assim? Então, o site do INSS pode ficar fora do ar por conta de manutenção ou pode cair decorrente do grande número de usuários. 

Eu, que trabalho diariamente com o Meu INSS, sei como ele pode ser um estorvo nessas questões de estar indisponível ou em manutenção. Nem tudo é perfeito, não é mesmo?

Mas vamos ao que interessa: como fazer o pedido de revisão? 

Peço que continue me acompanhando durante todo o post, antes de sair fazendo o requerimento às cegas, aposentadoria não é brincadeira e todo cuidado é pouco.

Dado o aviso, vamos em frente!

Como fazer o pedido de revisão?

Passo a passo para realizar Revisão de Benefícios Previdenciários

Presencialmente no INSS

Para todos aqueles que preferem o atendimento presencial, não se desesperem, ele ainda existe. Mas como fazê-lo? 

É simples, você vai precisar ligar na central de atendimento 135 e optar pelo serviço de Revisão de Aposentadoria ou Benefício.

Escolhido o serviço, será informada uma data para levar os documentos na agência e, assim efetivar o requerimento. 

Pelo Meu INSS (online)

Nessa etapa você estará diante do painel inicial do Meu INSS, no qual ele mostra os “Serviços em Destaque”.

  1. Você deverá clicar em “Agendamentos / Solicitações” e aparecerá uma nova tela. Nessa tela, é só clicar em “Novo Requerimento” no canto inferior.
  2. Feito isso, será mostrada uma lista com os serviços disponíveis. Você deve escolher a opção “Recurso e Revisão” e depois clicar em “Revisão”.
Requerimento no Meu INSS
Recurso e Revisão - Meu INSS
  1. É possível que abra uma janela pedindo para atualizar as informações cadastrais (dados pessoais, em geral). É muito importante que as informações estejam corretas, sem erros ortográficos, porque às vezes errinhos bobos podem atrapalhar o processo.

Você deve colocar um n.º de telefonia móvel (celular) e um e-mail, pois o INSS usa esses meios para enviar informações sobre a situação dos benefícios solicitados, então fica a dica. 

Agora peço que você tenha muita atenção!

  1. Ao corrigir as informações de cadastro e clicar em “avançar”, aparecerá a seguinte mensagem: ao protocolar o pedido de revisão todo o benefício será revisto, podendo resultar em diminuição ou até mesmo perda do direito. Ao avançar, você está ciente e de acordo com essas condições
Revisão atendimento à distância - Meu INSS

Esse é um momento de extrema atenção e cuidado.

Se você é uma pessoa que está fazendo esse pedido de Revisão para “ver o que acontece” ou “vai que meu benefício aumente de valor”, não faça o pedido ainda.

A revisão pode muito bem aumentar o valor da aposentadoria sim, e muito! Mas ela também pode reduzir o valor do seu benefício, o que ninguém quer, não é verdade?

Falarei um pouco mais sobre isso ao longo do post… Novamente, leia este conteúdo até o final, para então entrar com o pedido de revisão.

Seguindo no passo a passo:

5. Será mostrada mais uma janela, com informações gerais sobre o atendimento à distância. Você deve clicar em avançar.

6. Agora será mostrada a página com suas informações, dados adicionais e anexos.

Confira se as informações pessoais estão corretas, para evitar dor de cabeça no futuro.

Uma coisa importante é marcar a opção “Sim”, para a pergunta “Você aceita acompanhar o andamento do processo pelo Meu INSS, Central 135 ou e-mail?”. 

Desse jeito você receberá as informações sobre seu requerimento direto no celular ou e-mail, sem precisar ligar na central 135 ou conferir o andamento do pedido no portal Meu INSS.

O que mais precisa ser feito? 

Responder 9 perguntas sobre os “Dados Adicionais”.

Se não tiver certeza sobre como respondê-las, lembre-se que um pedido de revisão feito de forma “impulsiva” pode acabar diminuindo o valor da aposentadoria.

Portanto, novamente reforçamos ser interessante fazer uma consulta em um escritório previdenciário especializado para entender se a revisão será benéfica.

Quais os documentos essenciais para o pedido de revisão? 

Documentação para solicitar Revisão de Benefício

Documentos de identificação podem ser:

  • RG com CPF, se não tiver o CPF no RG, precisará da carteirinha do CPF ou pode usar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Comprovante de residência atualizado, a fim de evitar fraudes;
  • Formulários previdenciários: DSS-8030, SB-40, PPP, caso existam períodos insalubres não considerados que possam aumentar o tempo de contribuição.
    Vale lembrar que se você tiver laudos técnicos da empresa (LTCAT e PPRA são os principais), é importante juntá-lo ao requerimento;
  • Documentos rurais, como certidões de nascimento, compra e venda de propriedade rural, filiação com sindicato de trabalhadores rurais, comprovante de matrícula em escola rural, boletins escolares, entre outros, em caso de período rural não reconhecido;

A importância de ter o Requerimento por Escrito em mãos 

O requerimento por escrito é um documento que contém os motivos que levaram ao pedido de revisão. 

Esse requerimento pode ser obtido no site do INSS, através do link: Requerimento de revisão de benefícios.

Nele, você escreverá o porquê quer dar entrada no pedido de revisão, isso vai depender do seu caso concreto.

Mais um motivo para contratar os serviços de um advogado especializado em direito previdenciário.

Com todos esses documentos prontos, digitalizados em .pdf, novamente, você, seu neto(a), filhos ou pessoas mais próximas que entendem de tecnologia, poderão continuar te ajudando. Então é só clicar em “avançar”.

Depois desta etapa será solicitado o seu número de benefício que você deseja revisar. Existem 6 etapas para encontrar esse número:

  • Consultando o PIS/PASEP (pelo cartão Cidadão);
  • Solicitando ao seu advogado que te ajudou na concessão (caso tenha um);
  • Acessando o Meu INSS;
  • Consultando a carta de concessão ou liberação do benefício;
  • Entrando em contato pelo Telefone 135 do INSS;
  • Indo até uma Agência do INSS.

Você deve ter muito cuidado no momento em que for procurar seu número de benefício, porque infelizmente é bem comum cair em golpes.

Para evitar isso, você não deve ligar para outro número que não seja o 135 e nem entrar em outro site que não seja o oficial Meu INSS.

Não passe seu CPF ou RG para ninguém que diz prometer conseguir seu número!

Depois que você preencheu o seu número de benefício, o próprio INSS avisará que para esse serviço você não precisa ir até uma agência física, aparecerá a seguinte mensagem:

Para este serviço, não é necessário o comparecimento em uma unidade do INSS, a não ser quando solicitado para comprovação”, caso seja necessária sua ida será para alguma perícia ou algo do tipo.

O que fazer depois do pedido?

Realizado o pedido de revisão é importante manter-se atento para as cartas de exigência do INSS ou o resultado.

Cartas de exigência são o meio que o INSS usa quando percebe que estão faltando documentos para a análise do seu requerimento.

Eles enviam um pedido que deverá ser cumprido dentro de 30 dias (pode ser cumprido na plataforma digital, ou ligar no 135 e agendar um cumprimento de exigência para levar os documentos na agência física do INSS).

Sendo assim, é importante ficar de olho na conclusão do pedido, porque é nela que estarão todas as informações referentes à sua revisão.

Caso o pedido seja indeferido, busque a ajuda de um advogado previdenciário para descobrir se a revisão poderá ser realizada na esfera judicial.

Por que você precisa da ajuda de um advogado na hora de pedir a revisão?

Como você pode acompanhar ao longo deste post, a revisão poderá trazer um benefício mais vantajoso, o que possibilita ter mais qualidade de vida, mas também, infelizmente, poderá resultar num benefício pior, com rendimentos menores. 

A Revisão pode diminuir seu benefício

É comum que durante a análise do seu pedido de aposentadoria, um documento ou outro foi preenchido errado, ou foi considerado errado e é na revisão que o INSS tem a oportunidade de arrumar isso. 

Com esses ajustes, o tempo de contribuição pode diminuir, uma atividade ou período podem não ser considerados, ou até mesmo o INSS pode chegar na conclusão que você nunca teve direito aquele benefício que havia concedido. 

Já pensou nisto, tentar melhorar seu benefício e acabar com essa notícia?

Contratando o serviço de Análise de Revisões realizado por um advogado especializado em direito previdenciário, você receberá uma análise do seu processo administrativo, irá entender os períodos reconhecidos ou aqueles que poderiam ter sido reconhecidos. 

Este profissional irá te orientar sobre outros documentos que podem provar um período especial, de contribuinte individual, autônomo, rural, entre outros. 

Ou até mesmo, encontrar o diagnóstico de que não é possível realizar uma revisão, te salvando assim de uma enrascada!

consulta-aposentadoria-ingracio

Com todas essas informações deste post, você vai saber se uma revisão é vantajosa ou não, além de diminuir drasticamente as chances de ter um benefício reduzido ou até mesmo cessado.

Nós do Ingrácio temos um e-book exclusivo para garantir que a revisão seja feita da maneira correta, não afetando seu benefício negativamente.

É essencial para você descobrir como se preparar para a análise do seu benefício em conjunto com seu advogado previdenciário.

Conclusão

Nesse post você aprendeu aqui comigo como fazer o pedido de revisão da sua aposentadoria ou outro benefício no portal Meu INSS, sem precisar sair de casa. 

Você conferiu o que é necessário para aproveitar esse serviço digital e viu quais documentos precisa ter em mãos.

E, não menos importante, acabou de conferir quais são os riscos que a revisão pode causar se feita sem planejamento.

Reforço aqui a importância do profissional especializado em Direito Previdenciário para solucionar todas as suas dúvidas e evitar surpresas indesejadas com uma revisão equivocada, beleza?

Todas essas dicas e orientações completas você encontra aqui no Blog do Ingrácio. Diariamente nossos especialistas estão compartilhando informações que vão facilitar sua vida previdenciária. 

Separei 4 conteúdos sobre como você pode aproveitar os serviços virtuais do Meu INSS:

Receba também nossos conteúdos exclusivos assinando nossa Newsletter e se torne craque no Mundo Previdenciário!

ben-hur-cuesta

OAB/PR 92.875
Advogado-Pesquisador em Direito Previdenciário e mestrando em Direito Internacional e Europeu. Apaixonado por Música Popular Brasileira e um bom açaí na tigela.